Cheap Soccer Cleats Michael Kors Outlet Cheap Soccer Shoes Nike LeBron 11 mercurial soccer adidas f5 indoor soccer shoes mizuno soccer cleats soccer cleats 2014 adipure soccer cleats
   

Plantão 24hs

Notícias
Notícias, Serviços, Clientes em destaque, Eventos e Dicas técnicas

Home » Serviços

[ -A  | +A ]
Aterramento temporário para instalações de alta e baixa tensão

Clique na imagem para ampliar

A edição 2004 da NR10 - “Segurança em instalações e serviços em eletricidade” trouxe várias novidades, entre elas um conjunto de medidas de controle necessárias para que a instalação elétrica seja considerada desenergizada, que inclui:

- Seccionamento;

- Impedimento de reenergização;

- Constatação da ausência de tensão;

- Instalação de aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos;

- Proteção dos elementos energizados na zona controlada; instalação da sinalização de impedimento de reenergização.

O aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos, destacado neste artigo, é uma medida preventiva de grande eficácia para proteger os trabalhadores da exposição a diferenças de potenciais perigosas, originadas por defeitos, erros ou situações que podem transmitir ou induzir tensões imprevistas nas instalações. As linhas elétricas podem ser energizados acidentalmente devido a várias causadas, como:

- Indução devido aos campos eletromagnéticos produzidos por outras linhas aéreas, de alta ou baixa tensão, localizadas nas proximidades;

- Indução devido aos campos eletromagnéticos de alta frequência produzidos por antenas nas vizinhanças;

- Descargas atmosféricas – raios;

- Contato acidental entre a linha em que se realiza o trabalho e o condutor energizado de outra linha ou instalação energizada; e energização acidental da linha por ligação indevida de grupos geradores.

Aplicação do aterramento temporário:

A NR10 não estabeleceu limites para instalação de aterramento temporário, deixando sua definição de aplicação para o procedimento de trabalho elaborado pela empresa. Diversas normas europeias congêneres dispensam o uso do aterramento temporário em instalações prediais de baixa tensão. Já a NR10 define os critérios nos quais as medidas de controle necessárias para que a instalação seja considerada desenergizada podem ser alteradas, substituídas , ampliadas ou eliminadas no item 10.5.3. A principal condição estabelecida pelo referido item é manutenção do mesmo nível de segurança originalmente preconizado.

            Para que a medida de controle possa ser eliminada sem altera o nível de segurança, é necessário que o risco não esteja presente. Portanto, o aterramento temporário só pode ser retirado das medidas de controle para desenergização onde não há possibilidade de energização acidental da linha elétrica seccionada – é nesse contexto que deve ser ampliado o item 10.5.3.

            Assim como nas normas congêneres europeias, pode-se concluir na aplicação da NR10 que o aterramento temporário é necessário nas seguintes condições:

- instalações de alta tensão ou instalações de baixa tensão que por indução ou outras razões, possam ser colocadas acidentalmente sob tensão.

Nas instalações de alta tensão (tensão nominal superior a 1000 V), o aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos é sempre obrigatório antes de se iniciar trabalhos com instalações desenergizadas. Para facilitar essa tarefa, o item 10.3.5 da NR10 determina que, sempre que tecnicamente viável, devem ser projetados dispositivos de seccionamento que incorporem recursos fixos de equipotencialização e aterramento do circuito seccionado. Quando tais dispositivos não incorporarem os recursos fixos de equipotencialização e aterramento do circuito seccionado, devem ser instalados dispositivos de aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos.

            Nas instalações de baixa tensão, quando existir risco de energização acidental dos condutores de circuito seccionado durante os trabalhos, também devem ser instalados dispositivos de aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos. Este risco de ser previamente avaliado em função das características da instalação. Em geral, deve-se fazer o aterramento temporário e a equipontecialização quando os riscos nas instalações de baixa tensão forem similares aos das instalações de alta tensão. Redes aéreas de baixa tensão com condutores nus são um exemplo de instalações elétricas de baixa tensão onde é obrigatória a instalação de aterramento temporário e equipotencialização dos condutores antes do início dos trabalhos.

            Em instalações elétricas no interior de edificações alguns desses riscos podem estar presentes, em particular a ligação indevida de grupos de geradores. Neste caso, é necessário efetuar o aterramento e a equipontecialização dos condutores onde os trabalhos serão realizados. Em instalações elétricas de baixa tensão, onde os circuitos seccionados não podem ser acidentalmente energizados, não é necessário executar o aterramento temporário e a equipontencialização dos condutores desde que seja elaborado, a priori, um procedimento específico para execução dessas atividades, por escrito e assinado por profissional legalmente habilitado. Essa condição está assegurada no item 10.5.3 da NR-10.

            Na tarefa de instalação de aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos, o conjunto de aterramento temporário deve ser ligado primeiramente ao eletrodo de aterramento e em seguida aos condutores que serão curto-circuitados e equipotencializados. O conjunto de aterramento temporário deve ser visível a partir da zona de trabalho. Se isto não for possível, então deve ser instalado o mais próximo possível da zona de trabalho.    

 

Autor: João Gilberto Cunha



 Notícias relacionadas
Aneel aprova reajuste de 21% nas contas de luz
DIA DO TRABALHO 2018
Feliz Páscoa!
246 ANOS DE PORTO ALEGRE
Tarifa de eletricidade atingiu nível preocupante, diz Aneel
Linha de Transmissão da CEEE beneficia 240 mil em Porto Alegre
​Aneel autoriza reajuste de cerca de 30% nas contas de luz da CEEE
OBRIGADA, 2017!
ENSAIO EM SUBESTAÇÕES
RGE Sul aplica R$ 10,85 milhões em Santa Maria
NOVEMBRO AZUL
DIA DO ELETROTÉCNICO
140 ANOS DE SANTOS DUMONT
OUTUBRO ROSA
DIREÇÃO DEFENSIVA
50 ANOS GRUPO DIMED
Indústrias reduzem valor de energia com geração e uso eficiente da energia
PRESERVE A CONFIABILIDADE DO SEU TRANSFORMADOR
TARIFA BRANCA DE ENERGIA: CONSUMIDOR DEVE ANALISAR SEU PERFIL DE CONSUMO ANTES DE ADERIR.
Projeto de podas ajuda a diminuir desligamentos de energia na área da CEEE
21 ANOS ELETROMAX
Saneamento no País pode sofrer atraso de 20 anos
Governo gaúcho quer utilizar exemplo japonês de energia elétrica a carvão
A importância da manutenção preventiva na rede elétrica
29 DE MAIO DIA MUNDIAL DA ENERGIA!
Gilberto Petry é eleito presidente da FIERGS
FELIZ DIA DAS MÃES
RGE substitui mais de mil eletrodomésticos antigos e gera economia de 948,20 MWh/ano
DIA DO TRABALHADOR
BNDES financiará R$679 milhões para 12 parques eólicos no RS.
Quais são os caminhos possíveis para o futuro da CEEE
Contas de luz de CEEE, RGE e RGE Sul terão redução de tarifa em abril
Os cuidados na fixação dos condutores de um SPDA.
MALHA SUL TERÁ INVSTIMENTOS DE R$ 2 BILHÕES.
Piá quer se tornar referência na produção de iogurtes
Cresce o número de mortes por choque elétrico e incêndios por curto-circuito em 2016
Medições para diagnóstico em transformadores de potência
2016 - UM ANO DE PARCERIAS
FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO
SOMOS TODOS CHAPE
CEEE reduz tarifas de energia em novembro
AES Sul se chamará RGE Sul
A TARIFA BRANCA
A luz no final do túnel é um trem chinês
Confiança do consumidor sobe 1,1% em setembro, diz CNI
LEILÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
A ÁGUA QUE MOVE O PAÍS
20 de Setembro
VIAJAR, MISSÃO TRANSCENDENTE
PALESTRA MOTIVACIONAL
Carga de energia registra alta de 1,8% em junho ante junho de 2015, segundo ONS
COACHING COM FREDY GALNARES
TREINAMENTO PARA PROFISSIONAIS
WORKSHOP LAUDO DE NR-10 DIA 14/07
ENERGIA SOLAR E OPORTUNIDADES PARA O RS
CPFL Energia anuncia aquisição da AES Sul
ATUAL ABNT 5419
Isenção de ICMS para geração solar começa a valer a partir de amanhã
DISTORÇÕES HARMÔNICAS EM CIRCUITOS ELÉTRICOS
TECNOLOGIA DISRUPTIVA
PALESTRA MOTIVACIONAL
WORKSHOP DIREÇÃO DEFENSIVA
MICROGERAÇÃO DE ENERGIA terá isenção de impostos no RS
PANVEL - A maior rede de farmácias do Sul do Brasil.
POLO FILMS Ministra treinamento sobre filmes plásticos.
5ª REUNIÃO DA AGCO SOBRE A ÁFRICA
Mais de 15 milhões não sabem que têm abonos do PIS/Pasep a receber
HOTEL AMERIAN PORTAL DEL IGUAZÚ JÁ TRABALHA COM SISTEMA DE EFICIÊNCIA ENEGÉTICA
NATAL 2015
DIA NACIONAL DO LIVRO
PARABÉNS AOS NOSSOS PROFESSORES
SPDA ESTRUTURAL
MANUTENÇÃO ELÉTRICA EM CONDOMÍNIOS
WORKSHOP - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE
WORKSHOP NR10 - Laudo e Regularização
DIA DAS MULHERES
Sistemas Elétricos eficientes.
Workshop Seletividade e Coordenação
Plantão 24 Horas
Temporal Afeta Redes Elétricas no Estado
Termografia: Monitoramento simples, prático e eficiente.
Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas
Palestra sobre Manutenção de Subestações
Inspeção e Laudo de Aterramento
CONTROLE DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA
GRÊMIO INVESTE EM SOFTWARE SAP EM GESTÃO DO FUTEBOL
EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
Manutenção SPDA - Para Raios
TREINAMENTO BÁSICO ELETRICIDADE I
AUMENTO DAS TARIFAS DE ENERGIA ELÉTRICA
DIA DO TRABALHADOR
DIMED - PANVEL
Laudo de SPDA: Segurança e Confiabilidade juntas
Análise de Energia e suas Vantagens
Workshop - Estudo de Coordenação e Seletividade
Fiscalização – Colocando à prova a qualidade dos serviços
Construindo Parcerias
Translado grátis para a Construsul
Ultrassom – ouvindo seu problema
PROJETO E ADEQUAÇÃO DE SUBESTAÇÕES
O Perigo Vem do Céu
ANÁLISE DE ENERGIA - Workshop na Eletromax dia 06
ENCONTRO DE NEGÓCIOS WEG
Montagem de subestações elétricas de média tensão (MT)
Gestão de transformadores por meio de aplicativo do Google Earth
Construsul 2013
Investimento em SP
Tigre Investe em Eficiência Energética
Eletricidade: Choque Elétrico
Investimento em Capital Humano
Luto!
LAUDO DE NR10
Panvel e Dimed irão compartilhar seus Data Centers
Você sabia que o inventor do rádio é Portoalegrense
SIMECAN - Eleições e Premiações
WEG anuncia primeiro fornecimento em geração de energia eólica
Hi-Pot - Ensaios em Instalações Industriais
Monitoramento de temperatura - Transformadores à Seco
Treinamento na Ambev Sapucaia do Sul
DIMED / PANVEL - Sede Nova em Eldorado do Sul
Workshop Manutençao de Subestação
Construsul
2º Seminário de Eficiência Energética
Direção defensiva
Energias Renováveis
Palestra de Maio supera expectativa
Embrasul também é parceiro Eletromax
Dia das mães 2012
Convite para palestra de Maio/2012
Brasken adquire painel da Eletromax
Palestra Sobre Qualidade de Energia
Feedback uma ferramenta valiosa
ELETROMAX participa de mobilização nacional em Porto Alegre
Ensaios no papel isolante de transformadores a óleo
Após realizar palestra sobre TERMOGRAFIA, qualidade de energia é o assunto do próximo encontro
O poder da comunicação.
Estabelecimentos comerciais também necessitam de banco de capacitor
CRÉDITO DE ICMS NA FATURA DE ENERGIA ELÉTRICA
Painéis Elétricos - Pórticos e ventiladores
Qualificação técnica da Equipe
TABELA ANSI
QUALIDADE EM SERVIÇOS
Meio ambiente e Transformadores com Ascarel
ANIVERSÁRIO 15 ANOS ELETROMAX
Seminário Eficiência Energética
Conheça a Termografia na Construsul
Análise Físico-Química de Óleo Mineral Isolante
Etapas de Fornecimento de Energia Elétrica
Termografia Além da Inspeção Termográfica.
Termografia, manutenção inteligente
Termografia 1
Feira Construsul
Treinamento em relés SEPAM
REFORMA DE DISJUNTORES MT
ELETROMAX Fornece painéis de MT para a CORSAN
Palestra Realizada sobre qualidade de energia e controle de fator de potência
Janela de Inspeção Termográfica
TERMOGRAFIA
Precisando de Soluções Elétricas?
   

Início | Institucional | Serviços | Fornecedores | Clientes | Notícias | Contato | Eventos | Artigos | Trabalhe Conosco | Controles | Calendário 2013
Todos direitos reservados 2018 Eletromax
Fone: (51) 3475 4700 / (51) 99660 5765 / (51) 99919 8912